HABILIDADES PESSOAIS x NEGÓCIO!

“Seja o que a sua mente pode conceber e acreditar, ela pode conseguir” – Napoleon Hill.

Ano novo, vida nova? Muitos planos? Mudar de emprego? Você gostaria de ter um negócio próprio? Você tem uma habilidade mas não consegue transformá-la em negócio?

Perdeu o emprego e não está conseguindo arrumar outro?

Insatisfeito no emprego atual?

Apesar de possuir uma habilidade não consegue sair da inércia?

São perguntas similares a estas acima que a grande maioria das pessoas se faz ou já se fez algum dia….

Você está vivendo esse momento agora?

Eu, Sadi Alvaro Mützenberg, Consultor Estratégico de Marketing e Especialista em Vendas Online, acredito que é possível ganhar dinheiro com qualquer negócio que consiga ser transformado em valor para as outras pessoas. Assim é também com as habilidades pessoais que TODOS nos possuímos. Sim, você que está lendo esse texto também possuí alguma. Talvez, ainda, não a tenhas identificado!

Para transformar uma habilidade pessoal única em negócio que se transforme em valor para as pessoas é necessário somente uma coisa: CRIATIVIDADE!

Neste artigo do Marketing de Resultado/sadialvaro.com, serão abordados dois pontos muito importantes:

  • Amar o que faz ou fazer o que ama.
  • Descobrir o propósito antes de escolher o caminho.

Amar o que faz ou fazer o que ama

O trabalho é, normalmente, visto e tratado como uma obrigação e uma necessidade dissociada do prazer e da realização pessoal.

Aliar realização pessoal com trabalho é algo relativamente recente na nossa sociedade.

Porém, esse antagonismo analisado sob a luz da lógica e do bom senso, não faz o menor sentido, visto que passamos, pelo menos, um terço do nosso dia em função dele.

Sendo esse quadro verdadeiro no seu caso, estarás abrindo mão de uma vida prazerosa na maior parte do seu tempo(visto que outro terço do dia, a grosso modo, é dedicado ao sono). Relegando, assim, uma vida prazerosa somente para momentos de folga, férias e finais de semana.

Sem considerar que quando o trabalho ao qual nos dedicamos é causador de insatisfação os danos gerados por ele podem ser muito maiores e mais profundos.

Espero, sinceramente, que o retrato pintado acima não seja o seu, mas posso assegurar que é o de muitas pessoas….

Mas, por que isso acontece?

A grande maioria das “vítimas” vê o trabalho como, somente, um meio de pagar as contas no final do mês. E, considerando esse fator como primordial, elas optam por um trabalho que, sob sua ótica, irá cumprir a missão de forma mais eficiente.

Essas pessoas não conseguem enxergar seu hobby, sua paixão verdadeira, como uma atividade que pode ser remunerada. Hobbies estes, muitas vezes, de natureza criativa!

Engenheiros que sentem prazer tocando um instrumento musical, dentistas que usam suas horas de lazer pintando, economistas que gostam de escrever….enfim, a lista pode ser quase infinita!

Para fugir do “destino inevitável” a que todos estaríamos condenados, é preciso que ocorra uma coisa: descobrir nosso propósito de vida antes da escolha do caminho que pretendemos trilhar!

Descobrir o propósito antes de escolher o caminho

A insatisfação com a vida profissional que muitas pessoas sentem, em muitos casos, não tem sua origem identificada.

Muitas pessoas até sabem que o caminho profissional que escolheram nada tem a ver com seu propósito de vida, que não gostam da profissão que exercem mas, por outro lado, não fazem a mínima ideia de como encontrar a realização.

Todas as pessoas, com certeza, possuem alguma habilidade pessoal única!

Para virar o jogo, caro leitor, você precisa ser reconhecido de alguma forma pelas outras pessoas. Reconhecido por algo que você faz de maneira diferente!

Para te ajudar a identificar qual é sua, tente responder às perguntas abaixo:

  • Em que momentos da sua vida você experimentou sensações de felicidade?
  • Você exerce alguma atividade que não te exige esforço e que faz o tempo passar sem que percebas? Qual?
  • Você é elogiado com frequência por algo que você faz? O que é?
  • Que qualidades essenciais, na sua opinião, lhe faltam e que são impedidoras da descoberta, e consequente desenvolvimento, do seu propósito de vida?
  • Como você passaria seu tempo caso o sucesso fosse garantido e o dinheiro deixasse de ser um problema?
  • Por que você não faz o que te dá prazer? O que está impedindo?

O maior destruidor dos sonhos das pessoas são as crenças limitante!

Veja a relação de algumas:

  • Acreditar que não é capaz de ideias criativas que possibilitem a geração de receita.
  • Acreditar que não é talentoso e/ou criativo o suficiente.
  • Não ter condição de se destacar no mercado de atuação por não ser bom o bastante.
  • As outras pessoas são melhores.
  • Crer que o caminho do sucesso somente será alcançado ao trilhar o caminho traçado pelos familiares.
  • Não arriscar algo novo temendo perder a segurança proporcionada pelo atual emprego.

A lista dos fatores limitantes que atrasam a realização pessoal poderia ser bem mais extensa!

Se, repito, esse é o momento que você está atravessando, deixo um conselho:

  • Seguir acreditando nas mentiras de quem não quer que você vislumbre novos horizontes só será fonte de mais insatisfação, sentimento de culpa e tristeza.

Gostou do que acabou de ler? Deixe seu comentário!

Grande abraço e bons negócios

 

Sadi Alvaro Mützenberg

Consultor Estratégico de Marketing / Especialista em Vendas Online

“A vida é o que acontece com você enquanto você está ocupado fazendo planos” – John Lennon.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.