2 Dicas Demolidoras Para Que Qualquer Produto Pareça Barato

Bom demais para ser verdade? Como assim? Estás dizendo que as pessoas não sabem diferenciar o que é caro do que é barato, caro Consultor? Você gostaria de aumentar o faturamento de sua empresa usando essa estratégia?

Existem gigantescas chances de que você e/ou a sua empresa esteja deixando dinheiro em cima da mesa. Trata-se de uma metáfora. Dito de outro modo: existem chances gigantescas de que você e/ou sua empresa esteja deixando de aumentar o faturamento. Quer dizer que não está entrando no caixa todo dinheiro que poderia entrar.

Se o que você acabou de ler retrata com fidelidade o momento vivido por você, urge que permaneças comigo e continue com a leitura até a última linha.

Verás aqui, a partir de agora, quais são as 2 dicas demolidoras para que qualquer produto ou serviço pareça barato aos olhos do consumidor. Aplique imediatamente.

A verdade nua e crua é que não existe uma única estratégia de preço que possa ser usada e que gere esse efeito. Mas, hoje, vou me ater a duas em específico. Essas dicas, se bem aplicadas, são uma forma de alavancar suas vendas e, acredite, até aumentar sua carteira de clientes. A primeira coisa que deve ficar clara é que a percepção de valor é algo muito subjetivo. Depende das variáveis que cada um de nós leva em conta no momento de definir se algo é barato ou caro.

Não acredita? Veja um exemplo de como isso acontece. Se eu, Sadi Alvaro Mützenberg, Consultor Estratégico de Marketing e Especialista em Vendas Online, te dissesse que tenho um imóvel(casa) para vender por apenas R$ 100.000,00(cem mil reais) em São Paulo. Essa informação, somente, já te guia por uma série de caminhos lógicos, pois, sem dúvida, R$ 100,000,00 é uma barbada para um imóvel em boas condições, por exemplo, em São Paulo.

Todavia, no momento em que eu dissesse que essa casa em particular, está localizada na periferia, precisa de uma reforma geral e que não possui documentos legalizados, passarias a achá-la caríssima. Concordas?

Baseado no exemplo acima, como você poderia colocar qualquer preço em seus produtos ou serviços e ainda assim ter clientes seus comprando-os? Siga essas 2 dicas:

  1. Elimine a referência de preço de seu cliente;
  2. Aplique uma estratégia de preços completamente diferente em seu produto ou serviço;

Trocaremos em miúdos logo abaixo.

Elimine a referência de preço de seu cliente

O objetivo, nesse caso, é tirar completamente a base de preço que seu cliente possui. Esclareço: você ou sua empresa apresenta um produto ou serviço num formato inusitado, tão incomum, que ele não terá condições de comparar o valor cobrado por você com o cobrado pelos outros players do seu nicho de mercado.

O seu cliente não teria nenhum referencial comparativo e não passaria pelo caminho natural que nos diz o que é barato e caro por intermédio da comparação com outros preços praticados no mercado para produtos similares.

Obviamente que essa não pode ser uma estratégia solitária. Deves possuir uma estratégia de negócio em que seja possível demostrar com exatidão porque ele deve pagar o valor pretendido por você pelo seu produto ou serviço. Você deve criar o valor do produto ou serviço.

Isso não parece muito simples. E não é! Mas, com certeza, é muito mais fácil do que lidar constantemente com as comparações de preço e ser obrigado a dar generosos descontos para não perder uma venda.

O valor do seu serviço ou produto é algo que está sob o seu controle. Você consegue criar e moldar. Inclusive melhorar, se esse for o caso.

Aplique uma estratégia de preços completamente diferente em seu produto ou serviço

Uma das formas mais eficientes de fazer com que qualquer serviço ou produto pareça barato é ter uma estratégia de preço totalmente diferente.

O que está por trás disso é uma ideia mais simples do que pode parecer a princípio. Embora, em alguns casos, não seja muito simples aplicá-la, também.

Pense em algo específico dentro do seu negócio e que possibilite novas formas de cobrança para o que você vende.

Se sua empresa cobra por consulta, por exemplo, que tal cobrar por uma assinatura mensal, cobrando um valor fixo mensal do seu cliente.

Ou use a estratégia do combo. Muitas empresas, de diversos ramos de atividade, a usam. Desde fast food passando por agências de viagem e loja de pneus, por exemplo. Veja se não falo a verdade! Você já deve ter se deparado com um combo em alguma lanchonete fast food. Ou então adquirido um pacote de viagem que inclui diária de hotel, aluguel de carro e passagem ida e volta. Além de traslado. Não come junk food? Nunca comprou um pacote de viagem? Certamente já comprou pneus novos para seu carro. Se a loja onde você efetuou a compra aplica essa estratégia de preços, deve ter feito um pacote incluindo, além dos pneus, balanceamento e alinhamento das rodas. Não foi isso que aconteceu?

Posso garantir que qualquer negócio consegue modificar a maneira como a cobrança é realizada. Use a criatividade!

Para que as dicas fiquem frescas na sua memória:

  1. Elimine a referência de preço de seu cliente;
  2. Aplique uma estratégia de preços completamente diferente em seu produto ou serviço;

Inspire-se e aplique uma estratégia de preço diferenciada na sua empresa ou no seu negócio. Alie isso a um negócio que “pensa fora da casinha”.

Deixe seu comentário!

Envie-nos sugestões de pauta para próximos artigos.

Grande abraço e bons negócios

 

Sadi Alvaro Mützenberg

Consultor Estratégico de Marketing/Especialista em Vendas Online

 

Anúncios

Um comentário sobre “2 Dicas Demolidoras Para Que Qualquer Produto Pareça Barato

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.